Deu América em Carpina

Por Washington Vaz / Blog do Mequinha

No futebol existem três resultados, mas neste domingo para o América apenas um interessava, que era a vitória. Em um campeonato de tiro curto, seis jogos definem para o clube a sobrevivência para a temporada 2018 e um pé de meia para o prosseguimento da temporada 2017, que ainda conta com a participação no Campeonato Brasileiro da Série D e o Campeonato Pernambucano SUB-20. A vida não é fácil para time intermediário. E para o América, tudo se torna ainda mais difícil, com alguns poucos gatos pingados tentando fazer o impossível. Assim é o América.

E foi com esta mentalidade de só sair de Carpina com a vitória que o Periquito enfrentou o Tatu no Paulo Petribu. Diante do Atlético que ainda também ainda não havia vencido, mas também não havia perdido, o América foi lá e arrancou uma importante vitória, vencendo os donos da casa pelo placar de 2×0, todos os gols assinalados pelo grandalhão Fabio Faquinha e com uma bela apresentação de Waldson, salvando o Periquito em dois lances capitais e defendendo uma penalidade.

O primeiro gol alviverde não demorou muito para sair. Quando o relógio de Emerson Sobral ainda marcava dois minutos de jogo, o América soube aproveitar da altura de Fabio Faquinha e, na primeira cobrança de tiro esquinado do jogo, botou a bola na cabeça do atacante esmeraldino. E claro, ficou fácil para o camisa nove alviverde apenas escorar no gol de Juca. Ainda no primeiro tempo, o Atlético quase chegou ao empate, mas Waldson se esticou todo e tirou da jogada uma bola do atacante atleticano Edmilson, que parecia ter destino certo. Mais à frente, lá por volta dos 42 minutos de jogo, Waldson volta a operar um novo milagre debaixo das traves do Campeão do Centenário, ao defender uma penalidade assinalada cheia dos migué do meia Allan. Azar do Atlético e sorte do Mequinha, que fechou o primeiro tempo com vitória parcial de 1×0 no Paulo Petribu.

Veio o tempo complementar de jogo e o Atlético veio com vontade de buscar o empate. Logo aos sete minutos do segundo tempo, Lelo buscou jogo na lateral e fez uma bela jogada em cima de Wallace, fazendo uma lambreta linda. Se o jogo fosse de portões abertos era lance para sair do Paulo Petribu e pagar um novo ingresso! Felizmente para o América, o lance não passou disso. Minutos antes do lance, o América havia perdido o zagueiro Vinicius através de expulsão com cartão vermelho direto aos dois minutos. Mas o que parecia que seria terrível para o Mequinha, com o Atlético ganhando mais espaços, não foi bem assim. Toninho Cobra não demorou muito e tirou o atacante Índio que fez a sua estreia na partida para dar lugar ao zagueiro Alemão. Mesmo com um homem a menos durante quase todo o tempo complementar, o América era que tomava posse da bola teve pelo menos umas três oportunidades claras de ampliar o placar. Mas como nada é mole para o Periquito, o Atlético teve mais uma chance de empatar a partida com mais uma nova cobrança de pênalti, desta vez cometida pelo zagueiro Alemão. Nova penalidade a favor do Atlético e que foi desperdiçada, arremessando a bola para fora do gol de Waldson.

Se o Atlético não soube aproveitar as chances criadas a partir dos vacilos da zaga alviverde, o sistema ofensivo do América estava bastante feliz, fechando o caixão do jogo aos 39 minutos, quando Wallacy conseguiu ganhar a bola na altura do meio de campo e, em contra-ataque rápido, jogou a bola para Danyel. O volante alviverde levantou a cabeça e viu Faquinha livre e lançou para o artilheiro esmeraldino fazer o segundo gol na partida. Era o gol da vitória do América e os primeiros três pontos do Alviverde da Estrada do Arraial.

Com o resultado o América conquista a sua primeira vitória no Campeonato Pernambucano e segue vivo em busca da classificação para segunda fase no Campeonato Pernambucano. A próxima decisão do Campeão do Centenário será o Salgueiro, quarta-feira, às 20h no Estádio Ademir Cunha, em Paulista, pela quinta rodada do certame estadual. Páreo duro onde o Periquito de Toninho Cobra terá que fazer cara feia para passar pelo até aqui, invicto Carcará.

Foto: Globoesporte.com

Start a Conversation